Páginas

sábado, 9 de abril de 2011

Ruas de Chaval parecem mais um jardim gramado do que via pública.


A população está revoltada com administração atual, não tem como esconder os fatos, o Município do Chaval está totalmente tomado por mato. Podemos observar que as ruas não têm uma capinas a meses, o mato está tomando de conta dos calçamentos e praças, só não está pior, porque a correição não prende as vacas e entre outros animais que dão uma ajudinha na capina se alimentando de capim e lixo, vários animais trafegam livremente pelas ruas da cidade sem serem incomodados. Ao sair da Câmara Municipal nesta segunda- feira, recebi uma visita de uma destas vacas, que estava fazendo uma boquinha na calçada do prédio, que também está com matos. Agora digo, é melhor deixar as vacas soltas para ela continuar com este trabalho voluntário? Pois bem, as ruas da sede e interior estão precisando urgente de limpeza e mais atenção da administração, não dá pra aceita uma situação destas. Outra falta de respeito com o bem público podemos observar no PORTO DO MOSQUITO, que também não recebe capina, comerciante e frequentadores não suportam mais ver uns dos pontos turístico mais frequentados ficar tomado pelo mato. No ano passado tive que recorrer a rádio Pontal FM, para denunciar a falta de capina, já que naquela época também estava na mesma situação de hoje. Será má vontade de zelar pelo bem público ou é despreparo puro? Segundo o vereador Francisco das Chagas, (Bola) em seu pronunciamento na câmara diz que a atual gestora nunca tinha administrado nem uma cozinha, imagine administrar um município.
Na localidade de Passagem dos Vaz a situação não é diferente, todo calçamento está coberto pelo mato e as entradas com enormes crateras, causando grandes prejuízos para populares que trafegam pelas vias públicas.

O problema é sério. Administrar é coisa séria.  

PORTO DO MOSQUITO                                  
 























 RUAS.




















































PASSAGEM DOS VAZ.










Prefeitura coloca obstáculo muito alto, mas consigo vencer.


Há dois anos fazendo parte do poder legislativo da cidade de Chaval, venho tentando defender os recursos destinados ao município, com vários requerimentos e ofícios, solicitando documentos referentes a gastos, entre eles licitações com contratos e especificações dos serviços, mas a falta de resposta do poder executivo deixa impossibilitado o trabalho de fiscalização por parte do poder fiscalizador deste município, os nobres vereadores, diante a falta de resposta e o não envio dos documentos requeridos, postulei um mandado de segurança através do jovem Advogado Dr. Jorge Umbelino, que vem dando um suporte muito forte para que estes desmandos não aconteçam, sem falar que todo este trabalho totalmente gratuito, mais uma vez demos de cara com outro obstáculo, não por parte da Justiça, o mandado de segurança segundo o procurador do município, o vereador não tem legitimidade de fazer tal, pois no caso vertente, somente a própria Câmara de Vereadores, poderia questionar judicialmente o atendimento do Ofício das fls. 13 e não o ora impetrante, que não demonstrou, em momento algum, ter requerido, diretamente, seja na qualidade de Vereador, seja enquanto cidadão, os documentos por ele pretendidos.
Ocorrem amigos chavalenses e leitores, que de maneira alguma a Câmara Municipal junto de seu Advogado iria requerer da prefeitura tal documento, e muito menos ajuizar contra a Prefeitura, porque na verdade o Advogado da Câmara é o mesmo Advogado da Prefeitura (mais detalhes), desta forma não há a mínima condição de um advogado fazer uma petição que ele mesmo vai rebater, deixando assim vereadores de oposição na situação de contratar um advogado para defender e orientar seus trabalhos junto o Judiciário, agora pergunto a cada cidadão ou leitor tem ou não tem um obstáculo enorme para ser vencido.
Já no Município de Barroquinha, o mesmo Advogado Dr. Jorge Umbelino, impetrou o mesmo mandado de segurança pedindo que o prefeito respeitasse os requerimentos dos vereadores de oposição aprovado na Câmara Municipal, e pediu uma liminar para obter os documentos requeridos pelos nobres vereadores, o Juiz da Comarca de Barroquinha entendeu que os requerimentos dos vereadores deveriam ser respondidos pelo executivo, e determinou que o Prefeito entregasse os documentos requeridos pelos vereadores no prazo de dez dias, e com aplicação de multa de R$ 500,00 (quinhentos reais) por dia, pelo não cumprimento da decisão. Não estamos aqui querendo julgar ninguém, tão pouco fazer criticas ao poder Judiciário de Chaval, mas temos que dá explicações a população que nos cobram e nos criticam fortemente nas ruas devido aos problemas da cidade que são visíveis.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Vamos relembrar.

A dias foi postado está matério no blog do poetajrocho.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010


EM CHAVAL A "PREFEITURA NÃO TENDO MAIS ONDE GASTAR DINHEIRO, ESTÁ FAZENDO CALÇAMENTO EM CIMA DE CALÇAMENTO"

Quando digo que a atual gestão esta pobre de criatividade, alguns leitores de forma critica dizem que eu sou do contra e o que escrevo soa como intriga da oposição. Não vejo por este ângulo, sempre quando faço alguma matéria é munido de provas, veja na foto acima, a Prefeitura de Chaval através da Secretaria de Obras e Urbanismo fazendo um calçamento na Rua Edmundo Pinto, ao lado da casa do Dr. Jorge Umbelino em cimo de outro calçamento, será que nossos gestores pensam que nosso suado dinheirinho dos impostos que pagamos é herança de sogra? um calçamento que já foi pago com nosso erário, sendo sepultado pela irresponsabilidade de alguém, é mole ou quer mais. Enquanto isto, na Rua Major Fiel, em frente à casa do Senhor Estevam e outras residências, onde moram varias crianças e idosos existe um esgoto a céu aberto que de certo tempo para cá vem exalando um mau cheiro insuportável levando até seus moradores vários tipos de doenças, sem contar que o tal esgoto tem agua inverno e verão, o que vem servindo como criadouro e proliferação do mosquito transmissor da Dengue e tudo isto num período em que o Ministério da Saúde vem gastando uma verdadeira fortuna na divulgação e combate a esta doença, se não fosse tão triste este situação da rua major fiel, poderia dizer a vocês que é cômico, até abaixo assinado para o Promotor de Justiça a população já mandou, agora só podemos recorrer a Deus para que não sejamos infectados pela doença na sua forma mais grave, "a Hemorrágica", Porque se alguem for infectado morre pois a saúde de Chaval está na UTI a dois anos, se não estiver morta. Que Deus nos proteja (veja na foto abaixo).



Veja agora o valor da brincadeira,

Histórico: SERVIÇOS DE PAVIMENTAÇÃO EM PEDRA TOSCA NA RUA EDMUNDO PINTO, NA SEDE DO MUNICIPIO.  VALOR = R$ 51.596,38 (cinqüenta e um mil quinhentos e noventa e seis reais e trinta e oito centavos). (mais detalhes)
 

terça-feira, 5 de abril de 2011

Resumo do meu pronunciamento na sessão do dia 04 de abril de 2011


Em meu pronunciamento justifiquei meu voto contra o Veto Total da emenda, apenas atrelei meu voto aos companheiros de bancada, tendo em vista que o relator da comissão, vereador Adriano Meireles procedeu parecer contra o veto, outro ponto importante foi às razões apresentadas pela própria emenda já que subtraia os valores apresentados no projeto original. Deixando assim os valores bem abaixo do proposto pela prefeita. Para finalizar meu pronunciamento, não poupei palavras demonstrando toda a minha indignação contra os atos de perseguição praticados pela prefeita e seu procurador, ambos não satisfeitos com a decisão do Juiz da Comarca de Chaval/CE moveram uma ação no Pleno do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) com o objetivo de anular os direitos da professora concedida pela Justiça de Chaval, podemos assistir a este triste ato ditatorial praticados por pessoa que saiu de uma sala de aula. Ficamos a nos perguntar quem são os verdadeiros PERSEGUIDORES, DITADORES, do município de Chaval, agora entendo o porquê do desespero da prefeita em elevar os valores das diárias, simplesmente para ficar resolvendo assuntos do interesse do município contra os servidores que não comungam de suas aberrações e nem das ideias do seu irmão Paulo Pacheco, chefe político e orientador do seu grupo. Até quando vamos ficarmos assistindo estes atos de perseguições? Temos que dá um basta nestes atentados contra servidores. Nós, vereadores, temos a obrigação de tomar providências enérgicas contra esta prática de perseguição praticada por gestores e chefes políticos.
Para finalizar, parabenizei o belo trabalho do jovem Advogado Dr. Jorge Umbelino (Jorginho), que de imediato protegeu os direitos da servidora e mostrou para estes perseguidores que sua prática de perseguir chegou ao fim.

Frase do Advogado Jorginho.
``Não perderei a esperança e lutarei até onde minhas forças forem suficientes contra esta ditadura.´´

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Já está virando rotina: Prefeita Janaline Pacheco perde mais uma.

Depois da derrota sofrida nos tribunais com a tentativa de perseguir a professora ROZENILDA, desta vez a Prefeita foi derrotada na Câmara Municipal de Chaval/CE, por 5(cinco) a 3(três).

A votação do veto na sessão desta segunda feira, rejeitou o pedido de vetar a emenda do Vereador Marco Aurélio, a tentativa desesperadora da Prefeita de elevar os valores das diárias, parou no poder legislativo por 5 (cinco) votos a 4 (quatro), a  prefeita depois de mandar um projeto que elevava as diárias de R$ 300,00(trezentos reais) para R$ 400,00(quatrocentos reais) teve sua primeira surpresa, encontrou uma emenda de autoria do vereador de situação Marcos Aurélio, que apresentou uma emenda que deixou os valor das diárias bem a abaixo do que a prefeita estipulou em seu projeto. O referido projeto foi aprovado com a emenda do vereador, inconformada com a maneira da aprovação, a prefeita mandou imediatamente um veto total da emenda, querendo por divina força aprovar o projeto na forma original, (ELEVANDO OS VALORES) .Para nova surpresa da prefeita ela teve seu veto derrubado por vereadores de oposição que concordaram com a emenda do nobre vereador Marcos Aurélio.

O placar ficou assim pela desaprovação do veto: Vereador Marcos Aurélio, Francisco das Chagas (Bola),Fernando Falcão(Vida Cigana),Adriano Meireles e José Landri.

Vereadores a favor do Veto, Sebastião Sotero Veras (Sebastiãozinho), Sandra Helena e Francisca Magalhães (Ivânia).

Desta forma, foi a votação do Veto, espero que a senhorita prefeita Janaline Pacheco, não vá usar do mesmo expediente que usou contra a professora ROZENILDA, de buscar até as últimas instâncias da justiça para satisfazer seus gostos e caprichos.